O ZINCO DE ARIPUANÃ

9 de janeiro de 2017

aripuanabigwindowsUm ano depois de concluído o estudo de viabilidade, a Karmin Exploration, do Canadá, divulgou, dia 16 de novembro, os avanços do programa de sondagem (22 mil m em 2016) do Projeto Aripuanã, em Mato Grosso. É um projeto polimetálico (zinco, cobre e chumbo)- e considerado uma das dez maiores reservas de zinco (ainda não explorado) no mundo. Em uma área de 820 km2 com cinco jazimentos principais (Ambrex, Arex,Babaçu, Massaranduba e Mocotó.Somente nos dois primeiros, já foram identificados recursos medidos e indicados de 19,1 Mt, além de 14,7 Mt de recursos inferidos. Os custos, da ordem de US$ 50 milhões em todo o desenvolvimento do projeto, foram arcados pela Votorantim Metais e sua controlada peruana, a Milpo. Ambas detém 70% do projeto e a Karmin os outros 30% – uma condição que vem sendo negociada na Bolsa de Lima.

Tags: , , ,


Deixe um comentário


Veja também