NANOFILTRAGEM PARA REMOÇÃO DE MICROPLÁSTICOS NA ÁGUA

17 de outubro de 2017

A Ecosan, tradicional empresa que atua na área de saneamento, disponibiliza no mercado solução que assegura total remoção de microplásticos presentes na água. De acordo com André Telles, presidente da empresa, diferente dos métodos convencionais atuais, baseados em processos físicos, físico-químicos ou biológicos, o sistema lançado é altamente eficaz na remoção desse poluente, pois se trata de um sistema de nanofiltração ou osmose reversa, ou seja, é um mecanismo de filtração que remove substâncias muito pequenas, imperceptíveis ao olho humano. Além da segurança contra microplásticos, também assegura a remoção de vírus, bactérias, odores e outros micropoluentes presentes na água que bebemos.

“Os micro plásticos são fibras microscópicas de materiais plásticos, que acabam atingindo a água de rios, lagos, lençóis freáticos e até o oceano. Devido às suas pequenas dimensões, impossíveis de serem removidos por processos de filtração tradicional, presentes em estações de tratamento de água e esgoto. O grande problema é que esse contaminante invisível acaba chegando à água de nossas torneiras podendo causar danos, que ainda desconhecemos, à nossa saúde”, explica Telles.

Segundo ele, pesquisas recentes mostram que cerca de 80 % da água utilizada no mundo está contaminada por microplásticos – e, no caso brasileiro, seu controle não é regulamentado pela portaria 2.914 do Ministério da Saúde. Com base nesse dado alarmante, a Ecosan desenvolveu, com parceiros internacionais, uma solução que atende desde grandes condomínios, complexos hoteleiros, indústrias alimentícias, de bebidas, farmacêuticas, até a população de uma cidade inteira

 

 

Tags: , , , , ,


Deixe um comentário


Veja também